Etiquetas

Lembro-me de por várias vezes ao longo dos anos ter ouvido suspiros e “ai que romântico” associados a este filme, Before Sunrise (Antes do Amanhecer).

Muitos anos já passaram desde que saiu em 1995, mas hoje os torrents e internet de alta velocidade permitem facilmente recuperar estes filmes mais antigos. Hoje,  já com a minha dose de comboios, viagens e despedidas, e mesmo fazendo um esforço, não consegui evitar passar o filme de cena em cena em fast forward. Mas o final ficou.
São as paisagens habitadas por momentos que já passaram, os fantasmas das memórias que ainda se demoram um pouco mais, numa rua por onde se passou e se falou de temas que na altura faziam sentido, ou na erva amassada de um parque onde se falou de amor.
Possivelmente só fazem mesmo sentido no momento em que são habitadas, e para quem viveu esses sítios e esses momentos.
Para um arqueólogo, no entanto, é isso que sobra: o objecto que ficou, a terra um pouco mais compacta… e nunca conseguimos atingir sequer um décimo do que ali se passou, se sentiu, se falou e viveu. Por vezes seria óptimo poder simplesmente recuar uns passos e ser espectador desses momentos passados. Por enquanto apenas ajudamos a fabricar hipóteses, o mais ricas que conseguimos dentro dos limites dos dados dos artefactos e sítios, e arranjar maneira de os transmitir a outros, aos visitantes ou leitores.

Anúncios